segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Fechamento Outubro/2021: R$ 229.927,62 (+0,76%)


No meio da galera que forma a base de puxa-sacos do governo Bolsonaro, existem vários grupos, dentre eles os “liberais”. Essa galera embarcou no discurso do posto Ipiranga em 2018, onde imagina que um político vindo do centrão, com discursos historicamente rasos e populistas conseguiria se manter casado com a cartilha liberal.

Os acontecimentos de outubro de 2021 já não me surpreendem e inclusive eu tinha escrito aqui no blog ainda em 2020 que o Paulo Guedes estava fracassando como ministro da economia. O Bolsonaro que vimos nas últimas semanas não pode surpreender ninguém, apesar dos bolsonaristas abominarem a Venezuela o presidente deles lembra mais Hugo Chávez no método de agir e na visão de país do que o ex-presidente Lula.

Um comentário que vale ser feito é sobre a COP26 que não contará com a presença do Brasil. O desprezo do governo pela questão ambiental é ideológico por princípio e burro por consequência. O fato é que independente da sua visão sobre a Emergência Climática, é ela que está no centro do palco das relações internacionais e é cada vez mais sensível ao eleitorado. O Brasil ficar de fora da cúpula deixa espaço para que discuta um alinhamento internacional onde não teremos voz forte o bastante, apesar da presença de uma delegação brasileira é inegável que sem o presidente vamos perder força na nossa voz. A imagem ambiental do Brasil foi muito queimada sob esse governo, e acabou caindo como uma luva no colo da França que alegou preocupações ambientais para barrar o acordo com o Mercosul e proteger a agricultura francesa. A questão é até que ponto o nosso país aceitará perder bilhões de dólares em mercados em troca de uma estupidez teimosia ideológica desse governo?


Finalmente voltando ao terreno positivo em outubro. A carteira se valorizou +0,76% no mês. O resultado é fruto da estratégia de exposição aos ativos no exterior que viveram um bom mês e ao dólar que indiretamente contribuiu para a valorização, claro, o CDI em alta tem melhorado a rentabilidade da posição pós-fixada que é mais de metade da minha carteira. 

No acumulado do ano temos um alta de +0,72% muito aquém dos 2,08% alcançados no acumulado dos dez primeiros meses do último ano. Apesar de ser um ano de rentabilidade difícil gostei do resultado de outubro, ainda mais comparando com o momento difícil do mercado local.

Dividendos: Foi recebido o total de R$ 169,03 em outubro. Durante o mês não aconteceu nenhum pagamento relevante de dividendos. Acredito que essa faixa próxima de R$ 160 por mês é o fluxo mínimo de dividendos.

Aportes: Aportei R$ 3.168,36 ao longo do mês. O aporte foi concentrado apenas na última semana do mês. Desse valor eu mandei R$ 3.000,00 para o exterior, sigo investindo pela Avenue e aportei nos ETF's que tenho em carteira (SCHD, SCHP e VNQ).

Eu tenho gostado de investir no exterior, acredito nos três ETF's e eles tem se complementado de forma interessante. É uma pena que com a nossa moeda tão depreciada, conseguimos comprar cada vez menos ativos no exterior com o mesmo dinheiro.

No mercado local o investimento foi de R$ 168,36, fruto dos dividendos recebidos durante o mês e que coloquei tudo em Itaúsa. A empresa ficou com uma participação razoável na XP, a tendência é que o Itaú aumente seus dividendos nos próximos anos e a gestão tem mostrado sinais de que quer comprar novos ativos ao longo dos próximos anos, mas sempre com responsabilidade. Eu gosto da gestão da Itaúsa, seria legal se os Fundos Imobiliários tivessem uma gestão parecida e que focasse em crescer com sabedoria e solidez.

Ações: Sofreram muito durante o mês com a repercussão do furo no teto de gastos. Hoje minha participação em ações brasileiras é de 2/3 entre empresas de energia e do setor financeiro, teoricamente são empresas que devem sofrer menos com a situação, pois o setor de energia costuma ser protegido da inflação pelos seus contratos e o setor financeiro apesar de sofrer com a queda da atividade econômica tende a ser beneficiado da alta dos juros. No geral acredito que não é o momento de retirar nenhuma ação da minha carteira.

Fundos Imobiliários: A expectativa de uma Selic de 11% em 2022 é terrível para os FIIs. A maioria dos fundos de tijolos está entregando na faixa de 8% a.a de retorno e os fundos de papéis tem girado na faixa de 11%-12% a.a, entretanto surge a questão: vale a pena correr o risco de FIIs por essa rentabilidade?

É natural que exista dificuldade para os FIIs aumentarem o pagamento de dividendos e a única forma de tornar eles atrativos é com a queda do preço nominal que deve impulsionar os Dividend Yields. É nesse processo que assistiremos boas oportunidades de compra aparecendo e ficará cada vez mais difícil para gestões porcas continuarem a abocanhar dezenas de milhões em subscrições. É a hora da limpeza!

Na minha carteia o GGRC11 está se perdendo na gestão, parece que depois de ficar com uma montanha de dinheiro em caixa e cobrando taxa de administração o fundo resolveu após a intensa pressão dos cotistas começar a comprar, mas parece que no desespero colocou muita coisa questionável para dentro. Esse fundo está oficialmente em atenção e posso remover ele da carteira nos próximos meses.

ETFs: O IVVB11 segue indo bem com o bom momento da bolsa americana e do dólar em alta por aqui.

Renda Fixa: A minha carteira de pré-fixada foi comprada majoritariamente até 2019 e com taxas na faixa de 7% a.a. É natural que estejam sofrendo com a marcação a mercado, mas ainda assim estão entregando uma rentabilidade contratada maior do que a inflação projetada para os próximos anos. 

Por enquanto não está no radar comprar pré-fixados, visto que estamos em um ciclo de alta. No que tange ao pós-fixado não estou fazendo novos aportes no momento, mas é uma opção que voltou a ser considerada.

Vida profissional: Voltei de férias. A rádio peão está dividida, de um lado alguns falam que a empresa vai abrir vagas e do outro alguns falam que vão cortar vagas. Na minha opinião, eu não acredito em nenhum dos extremos, mas não ficaria surpreso se estivesse errado.

Vida pessoal: Fiz meus exames médicos anuais, isso era um dos objetivos de  2021. Estou aguardando os resultados.

 AVISO: Esse blog é apenas um relato de experiências e opiniões pessoais, trata-se da visão do autor e aplicada apenas a singular realidade social, psicológica e econômica em que ele está inserido. Tendo isso em mente o leitor deve desconsiderar qualquer postagem ou comentário desse blog para a tomada de decisão sobre investimentos. Se você leitor deseja orientação de investimentos, procure profissionais qualificados.


29 comentários:

  1. Humm fechamento positivo em outubro? Coisa rara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.

      Se não fosse a exposição ao dólar talvez o resultado não tivesse sido tão bacana.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  2. "vale a pena correr o risco de FIIs por essa rentabilidade?" não pela rentabilidade, mas pela diversificação sim. nunca se sabe como será daqui a 5 anos.

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Scant,

      Sem dúvidas a diversificação é primordial. Mas confesso que os FIIs estão me frustrando na qualidade das gestões.

      É isso ou eu que não sei selecionar FIIs.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  3. Dinheiro não aceita desaforo, diferente do gado que ainda aplaude!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo tá pulando fora desse navio.

      O presidente se agarra no Centrão, mas aquela gente só salva a si mesma.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
    2. O gado aplaude porque é isso que eles vão fazer seja personagem A ou B. Não conheço ninguém que julgo inteligente que defenda esse governo.

      Excluir
    3. Interessante é que a maioria votou no bolsonaro, agora parece que ninguem votou...assume caramba, seja homem. se errou errou, tentamos. Taria e ficará pior ainda com PT

      Excluir
    4. Não votei no Bolsonaro.

      Na época votei no Amoedo no primeiro turno (o que me envergonha) e acabei indo de voto em branco no segundo turno.

      Não acredito que o PT teria feito milagres na economia, e acredito que estaríamos mais ou menos na mesma situação. O que acho que não aconteceria seria essa política de desmonte do país e onde a agenda gira entorno de privilegiar o 1% mais rico do país.

      O problema da blogosfera é que muitos leitores e blogueiros acham que a Elite quer o bem deles, eu vos digo, eles não querem que prosperemos e nem que façamos parte do mesmo grupo.

      Em 2022 não sei em que vou votar, mas certamente não será em Bolsonaro.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  4. PI
    Parabéns por conseguir sair no azul esse mês. Quem apostou no exterior se deu bem nesse mês.
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Sem dúvidas você está certo. Fiz uma excelente escolha em ampliar minha diversificação e focar no exterior.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  5. Também tenho pensado nos títulos pós fixados, mas confesso que tenho mais medo de aportar no Tesouro do que de aportar em ações...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mago,

      Não tenho medo de aportar no TD. Inclusive acho o TD mais simples para fins tributários kkk (apesar de ações não serem tão complicadas).

      O que me entristece é ver tão poucas opções em RF hoje em dia pagando mais que 100% do CDI no pós-fixado.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  6. Bom dia PI! É bom mesmo um mês no azul pra variar...rsrs. Acredito que os FIIs valem a pena sim, mas como parte da carteira e para investidores que pensam no longo prazo. Apesar do valor das FIIs tenderem a cair com aumento de juros, por outro lado ativos imobiliários tendem a valorizar com a revisão de contratos de locação e valorização natural de ativos imobiliários...Eu pessoalmente estou aumentando minha participação em FIIs ao mesmo tempo que aumento a participação no exterior. Mas cada um tem uma estratégia...
    Grande abraço!
    VVI - vvibr.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VVI,

      Gosto da ideia de renda mensal dos FIIs o que não gosto é das gestões que são bem precárias e com pouca visão de longo prazo.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  7. Ou seja, é um governo de destruição.

    Age deliberadamente contra a Amazônia, contra os povos indígenas, contra a economia, contra a educação, contra as relações diplomáticas, contra o país. No campo da economia é um completo desastre: inflação e câmbio altamente descontrolados e tendem a piorar, porque o governo e seu ministro não sabem o que fazer (sem contar que o ministro ainda lucra com a situação...).

    O irônico é que tudo isso sempre foi previsível e ninguém deveria reclamar (ou ao menos os seus eleitores não). Quando o atual ministro da economia foi convidado, em 2018, para fazer parte da elaboração do orçamento em 2019, e ele respondeu "no ano que vem eu vejo isso", sem saber que o orçamento é definido no ano anterior, já ficou claro com quem o país estava lidando. Abs!

    https://ficandotranquilo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo Guedes devia ser demitido.

      Essa é a verdade.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
    2. Eu começo achar que ele caducou, se fosse são já deveria ter pedido demissão a um bom tempo. Bolsonaro não demite ele porque toda campanha dele foi promessas de que PG iria melhorar a economia, agora depois de medidas populistas e gastos acima do teto, PG já deveria ter saído pra manter a dignidade, mas pelo visto ele caducou mesmo.

      Excluir
    3. Sua teoria é sensata.

      Esse Paulo Guedes nunca foi capaz de ser ministro, não é qualquer banqueiro que consegue dar conta do Ministério da Economia.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
    4. Coloca guido manteiga então kkkkk quem sabe o Stédile

      Excluir
    5. Que tal o Henrique Meirelles? Ele fez um trabalho muito melhor do que o Paulo Guedes quando foi ministro do governo Temer.

      Pelo menos o Meirelles não fazia promessas ridículas.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  8. Muito bom ter resultado positivo este mês em meio ao caos brasileiro. Feliz quem tem parcela relevante dolarizada pra compensar tudo isso. Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A,

      Sem dúvidas. Em um ano de bolsa caindo -11,80% estar com rentabilidade positiva é motivo para comemorar.

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  9. Olá Pi, esse mês até foi bom, na maioria dos blogs que visitei hoje olhando os fechamentos foram positivos, graças a diversificação no exterior e renda fixa. A questão dos FIIs realmente o rendimento está baixo em comparação com a RF, mas no futuro se o Brasil voltar a ter uma SELIC baixa, isso vai valorizar bastante, então eu vou continuar aportando nisso. Na parte das ações eu estou um tanto quanto desanimado, sinto que estamos perdendo feio em comparação com mercado americano, e da forma que as coisas caminham não sei se vai melhorar um dia. Só não vendo aqui porque acho que está muito barato e o mercado americano nas máximas não me atrai tanto.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bilionário,

      Nas ações acho que temos algumas empresas que são muito sólidas e que os preços estão caindo apenas por "medo" e não por perda de fundamentos.

      Em relação aos FIIs eu reconheço que é parte do cenário atual a correção dos preços, mas o que me preocupa é a qualidade de muitas gestoras que não parecem ter estratégias tão bem definidas de longo prazo e que o foco é apenas mirar no próximo "bônus".

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  10. Olá, PI.

    Minha carteira fechou no negativo. Parabéns pelo positivo.
    Com essa alta da selic dá para aproveitar bons FII's. Creio que no longo prazo será bem melhor do que renda fixa. Também não dá para ficar comparando RF com RV.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mistério está sendo encontrar os "bons FIIs".

      Abraços,
      Pi

      Excluir
  11. Olá PI,

    Parabéns pelo resultado no mês.

    Também tenho aproveitado boas oportunidades em RF. Futuramente penso em adquirir FIIs, mas avalio fazer uma transição quando estiver mais próximo do FIRE.

    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VAR,

      Obrigado!

      FIIs é um conceito bacana, mas a execução tem me deixado frustrado.

      Abraços,
      Pi

      Excluir